loader
COWORKING



clear

48% das empresas esperam crescimento nos resultados neste início de 2012

Pesquisa realizada pela Boucinhas&Campos - única consultoria brasileira com 100% de capital nacional – com 400 empresas do comércio, indústria e serviços, avaliou a expectativa dos principais executivos do mercado brasileiro para o ano de 2012, levando com consideração os resultados do último trimestre de 2011. O levantamento apontou que 48% esperam crescimento em seus resultados já no primeiro trimestre de 2012. Pensando o resultado líquido para o período, este número apresenta uma diferença de oito pontos percentuais, indicando expectativas positivas para 40%. Dos entrevistados, 19% acreditam que o resultado líquido deverá decrescer. 

“Apesar de a pesquisa apontar certo otimismo pelos entrevistados, o clima ainda é de apreensão quanto ao cenário inicial para 2012. A reação ao posicionamento de ações concretas frente à crise na Europa, bem como definições cambiais com relação à valorização do real, além das questões internas como a própria demanda econômica, desaceleração em determinados setores e mudanças voltadas à política monetária/fiscal, são fatores que indicam nortear as futuras decisões destes atores” avalia Celeste Boucinhas, sócia diretora da Boucinhas&Campos.

A sondagem indicou também que a maioria dos executivos acredita que os preços dos insumos e mão de obra deverão permanecer estáveis (57%), porém 38% esperam aumento nos valores para os próximos meses. Quanto à variação cambial (Real frente ao Dólar), 43% acreditam que a taxa de cambio média deve girar entre 1,81 e 2,00 reais neste primeiro trimestre.

 43% acreditam que a taxa de Juros Selic fique em torno de 10,01% e 12,00%, porém 33% esperam que a redução seja acentuada, alcançando valores entre 8,01% e 10,00%. 
Sobre a inflação IGP-DI para o ano, 54% dos executivos esperam que fique entre 5,01% e 7,50%. 22% possuem uma perspectiva mais otimista, esperando o valor do índice entre 2,51% e 5,00%.

O levantamento também avaliou o ano de 2011. Para 57% dos entrevistados, o ano ficou dentro das expectativas, para outros 29% foi negativo e apenas 14% avaliaram o ano como acima das expectativas.

Apesar de 13% dos entrevistados avaliarem o último trimestre de 2011 de forma positiva e 41% dentro das expectativas, 38% indicaram resultados abaixo dos esperados. O resultado líquido nos últimos três meses apresentou melhores resultados e esteve dentro do esperado para 54% dos entrevistados e 32% acima das expectativas.

Mercado de consultorias
A pesquisa avaliou também o mercado de consultorias: 43% das empresas contrataram algum serviço de consultoria em 2011, já 16% pretendem contratar serviços de consultoria para 2012, porém 49% informaram não poder confirmar com certeza.

Quanto ao recrutamento e seleção terceirizada, 19% das companhias pretendem contratar mão de obra em 2012, mas 46% informaram não poder confirmar. Dos entrevistados que informaram ter a intenção de contratar mão de obra, 77% pretendem terceirizar vagas operacionais e 26% para cargos gerenciais e temporários. Quanto a serviços de auditoria, 14% pretendem contratar com certeza e 16% pretendem, porém precisam analisar essa estratégia.

Sobre a pesquisa
O estudo contou com a participação de 22% de empresas atuantes no comércio, 14% na indústria e 65% na área de serviços.

59% das empresas representadas possuem faturamento anual acima de R$ 3.600.000,00, 27% entre R$ 360. 000,00 e R$ 3.600.000,00 e 14% até R$ 360.000,00.

Participaram da pesquisa prioritariamente: diretores, presidentes, VPs e CEOs (57%) e executivos de alta gerência (30%).

Sobre Boucinhas&Campos
Boucinhas&Campos foi fundada em 1947 pelos professores José da Costa Boucinhas e Eduardo Sampaio Campos e transformou-se em um dos maiores nomes em gestão empresarial do mercado brasileiro. A companhia reúne cerca de 400 funcionários e atende clientes, entre empresas privadas e públicas, dos mais diversos segmentos. Oferece ao mercado três principais linhas de soluções: auditoria, consultoria e soluções para o varejo.

Única consultoria brasileira com 100% de capital nacional, atualmente é dirigida pela segunda geração da família, Luiz Carlos Boucinhas e José Fernando Boucinhas, estando à frente dos negócios Celeste Boucinhas, terceira geração e neta mais nova do fundador. Celeste tem 33 anos, é formada em Relações Públicas pela Fundação Armando Álvares Penteado (FAAP) e com MBA pela University of Pittsburgh e participou também de cursos executivos na escola de negócios de Harvard. Possui 12 anos de experiência no ramo de prestação de serviços e consultoria pela empresa Boucinhas & Campos, atuando no atendimento a diversos clientes e na condução de projetos complexos.

Fonte: Divulgação

Sobre o autor:
Equipe RME

OUTRAS NOTÍCIAS

2014

clear
NEWSLETTER
Receba notícias e novidades para ajudar você e seu negócio:
ASSINAR

SEGMENTOS
REALIZAÇÃO



Este portal foi desenvolvido pela Objecta internet, uma agência digital engajada com a iniciativa empreendedora e com os resultados online das pequenas empresas.