loader
COWORKING



clear

Mulheres superam homens na busca pelos direitos

80% dos atendimentos do Procon de Santo André são feitos ao público feminino

                                

                                “Mulheres estão mais maduras e conscientes em
                                  relação aos seus direitos”, Ana Paula Satcheki.
                                   Foto: Beto Garavello-PSA

Há um mês para o Dia Internacional das Mulheres, balanço do Procon de Santo de André, órgão vinculado à Secretaria de Assuntos Jurídicos do município, revela que 80% dos 15.465 mil atendimentos prestados em 2010 foram direcionados ao público feminino.

A constatação pode ser feita logo na entrada da sede do Procon que fica na rua Arnaldo - 49 na Vila Bastos. Na recepção, a presença das mulheres chama atenção de quem aguarda orientações dos técnicos do órgão. A idade varia entre 21 a 70 anos. Entretanto, as consumidoras que mais fazem reclamações são as que têm entre 41 a 50 anos.

A explicação para a diretora do Procon, Ana Paula Satcheki, está na mudança de comportamento dos consumidores, especialmente mulheres, desde a criação do Código Brasileiro de Defesa do Consumidor, que completa 21 anos em setembro deste ano. “As pessoas estão mais maduras e conscientes em relação aos seus direitos. Quando nos procuram demonstram autoconfiança e fazem perguntas pertinentes sobre diversos assuntos”.

As mulheres passaram a buscar a excelência dos produtos e serviços. “Antes da criação do código de defesa, as relações de consumo ficavam à deriva. Hoje não. Ninguém aceita ser desrespeitada no comércio”, ressalta Ana Paula.

A diretora destaca também que as mulheres têm liderado o consumo no Brasil, de acordo com pesquisas. “São elas que decidem as compras no varejo e escolhem as marcas dos alimentos. Na hora da compra da casa própria, a opinião das mulheres predomina a dos maridos. Tudo isso mostra o poder do sexo feminino na atualidade”.

Site

O novo site do Procon (http://www2.santoandre.sp.gov.br/procon) tem facilitado a vida das consumidores que, de casa ou do trabalho podem acessar o canal de comunicação para obtenção de orientações e esclarecimento de dúvidas. As principais dúvidas das mulheres, que são encaminhadas por e-mail, são em relação a promoções, condições de pagamento e cobrança de preços diferenciados. “Além disso, fazem perguntas sobre diversos temas”, explica Ana Paula.

No site, as internautas ficam sabendo tudo sobre os seus direitos e assuntos tratados no Código Brasileiro de Defesa do Consumidor. No campo Procon Orienta, há informações sobre alimentos, habitação, Internet, orçamento, produtos, saúde, fixação de preços e serviços.

Já em Legislação, há publicação de leis importantes relacionadas ao consumo, com destaque para o Código Brasileiro de Defesa do Consumidor, cujo arquivo pode ser baixado pelo site. “Fazer o download desse conteúdo é fundamental antes de ir às compras para evitar problemas”, orienta a diretora.

Uma das áreas com grande acessibilidade é a das empresas reclamadas. Neste campo, há divulgação do ranking de reclamações dos estabelecimentos comerciais junto ao Procon. “Isso é muito importante. Inclusive, eu sugiro que as mulheres, antes de comprarem ou contratarem serviços, consultem as nossas listas”, alerta Ana Paula.
 

Fonte: Secom PSA

OUTRAS NOTÍCIAS

2014

clear
NEWSLETTER
Receba notícias e novidades para ajudar você e seu negócio:
ASSINAR

SEGMENTOS
REALIZAÇÃO



Este portal foi desenvolvido pela Objecta internet, uma agência digital engajada com a iniciativa empreendedora e com os resultados online das pequenas empresas.